Sintomas da DPOC

Sintomas da DPOC

Inicialmente, os sinais e sintomas da DPOC podem ser leves, passando despercebidos pelos pacientes. Entre os primeiros sintomas da doença pulmonar obstrutiva crônica estão:1-3

  • falta de ar (dispneia) após grandes esforços;
  • tosse que pode ser seca ou com muco, chamada de “pigarro do fumante”;
  • chiado ao respirar (sibilo);
  • respiração ofegante;
  • aperto ou desconforto no peito;
  • dificuldade para dormir por conta da tosse recorrente;
  • cansaço recorrente.

“O principal sintoma da DPOC é a dispneia, falta de ar, que aparece ao realizar atividades físicas. No início, apenas grandes esforços como subir escadas, ladeiras ou carregar peso desencadeiam o sintoma, mas conforme a doença progride, o desconforto pode aparecer mesmo as mínimas atividades.”
Dr. Frederico Fernandes, Médico Pneumologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) – CRM 97.404

Com o tempo, os sinais e sintomas da DPOC se agravam, tanto em relação à frequência quanto intensidade. O cansaço, que inicialmente se apresentava apenas após atividades físicas, torna-se recorrente e progressivo, dificultando a realização de atividades diárias simples, como caminhar, subir escadas, tomar banho em pé e até mesmo escovar os dentes. Além disso, muitos pacientes relatam a manhã como a pior hora, quando os sintomas da DPOC estão mais intensos.1

Por isso, além dos sinais e sintomas da DPOC listados acima, se não diagnosticada rapidamente, a doença pulmonar obstrutiva crônica pode progredir rapidamente para sintomas como:2

  • perda de peso;
  • perda de força muscular;
  • exacerbações: piora intensa dos sintomas geralmente causadas por infecções virais ou bacterianas.

Atenção ao agravamento dos sintomas da DPOC

O agravamento da falta de ar, decorrente da DPOC, pode demandar atendimento hospitalar de emergência. Os familiares e cuidadores de pessoas com DPOC devem ficar atentos para sinais como cansaço ao respirar e falar, com pausas prolongadas; lábios e unhas com coloração azul-acinzentados; confusão mental e/ou taquicardia (aumento da frequência dos batimentos cardíacos).2

“Sentir cansaço ou falta de fôlego progressiva, ou seja, que piora com o tempo, pode ser um sintoma da DPOC. A tosse, geralmente matinal e com produção de catarro, e sensação de peito cheio ou sensação de ronco no pulmão durante a respiração. Conforme a DPOC progride, especialmente se continua exposto ao cigarro, o pulmão perde a capacidade de oxigenar o sangue adequadamente, fazendo com que o paciente necessite usar um cilindro ou concentrador de oxigênio durante todo o dia.”
Dr. Frederico Fernandes, Médico Pneumologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) – CRM 97.404

Referências

1. Site da Associação Brasileira de Portadores de DPOC. Disponível em: http://www.dpoc.org.br/perguntas-frequentes Último acesso em 19 de outubro de 2017.
2. Site da National Heart, Lung and Blood Institute. Disponível em: http://www.nhlbi.nih.gov./health/health-topics/topics/copd/signs Último acesso em 19 de outubro de 2017.
3. II Consenso Brasileiro sobre Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica - DPOC – 2004 – Jornal Brasileiro de Pneumologi. Disponível em: http://www.jornaldepneumologia.com.br/PDF/Suple_124_40_DPOC_COMPLETO_FINALimpresso.pdf Último acesso em 19 de outubro de 2017.

Não encontramos seu login na nossa base de usuários do Portal VMS. Por favor preencherr sua data de nascimento para verificarmos nos outros canais

Já vai?

Aproveite todos os benefícios do programa agora mesmo

Ao clicar no link a seguir você estará deixando o website da Novartis e será direcionado para um outro website correspondente ao assunto de seu interesse.
A Novartis não se responsabiliza pelo conteúdo nele apresentado