Vale Mais Saúde

Acesse o Vale Mais Saúde

idpublicacao: revisita:

Tratamento da hipertensão arterial

O sucesso no tratamento da hipertensão arterial depende da adesão ao tratamento medicamentoso, somada a mudanças no estilo de vida. Além disso, é fundamental que o médico e o paciente tenham uma relação de confiança: que o paciente esteja seguro de que entende sua doença, o tratamento proposto e seus benefícios, bem como os riscos da não adesão ao tratamento.

Felizmente, hoje já existe uma série de medicamentos disponíveis que ajudam o médico e o paciente a controlar a pressão arterial. Cada classe terapêutica age de forma diferente no corpo, por isso, muitas vezes, é possível que o médico associe diferentes agentes a fim de obter melhores resultados.1 Na maioria das vezes, o tratamento medicamentoso da hipertensão arterial segue por toda a vida.

“A grande dificuldade da manutenção do tratamento da hipertensão é o uso regular e correto do medicamento para o resto da vida, pois há uma resistência natural para qualquer pessoa em utilizar os medicamentos com rigor. Por outro lado, quanto mais o paciente entende sobre sua doença, mais seguro ele fica e maiores são as chances de que ele tenha participação ativa e adesão correta ao tratamento da hipertensão.”

Dra. Andrea A. Brandão, professora associada de Cardiologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro– CRM 5249672-3

Entre os tratamentos da hipertensão arterial existem opções que ajudam o corpo eliminar água e sódio, e assim diminuir o volume sanguíneo, opções que ajudam relaxar os vasos sanguíneos ou agem bloqueando o estreitamento dos vasos, por exemplo.1,2

Um desafio para as pessoas com hipertensão arterial, sem dúvida, é manter a regularidade na administração dos medicamentos prescritos. Os cuidados com a hipertensão exigem disciplina, constância e muita força de vontade por parte dos pacientes, envolvendo, muitas vezes, toda a família.

Um dos fatores que prejudicam a adesão ao tratamento é o fato da hipertensão arterial ser assintomática: como os pacientes não sentem os sintomas da doença, muitos acabam achando que estão bem e interrompem o tratamento, ou simplesmente se esquecem dos cuidados com a doença.

“Ainda que o paciente não perceba bem no início do tratamento, vários estudos mostram que quanto mais rápido ele conseguir controlar sua pressão arterial adequadamente, mais protegido ele estará em relação ao agravamento da doença e ao comprometimento de seus órgãos vitais como coração, rins, cérebro e vasos sanguíneos. Ou seja, ainda que ele não perceba os benefícios no curto prazo, a adesão ao tratamento desde o início da doença é fundamental para a qualidade de vida do paciente”

Dra. Andrea A. Brandão, professora associada de Cardiologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro– CRM 5249672-3

Por meio do programa Vale Mais Saúde a Novartis oferece informações e serviços para ajudar as pessoas com hipertensão arterial a seguir o tratamento prescrito pelo médico. Os pacientes e seus cuidadores recebem uma série de informações sobre a doença e recomendações para a mudança no estilo de vida. O VMS também oferece descontos na compra de medicamentos e serviços que visam contribuir com a adesão ao tratamento. Cadastre-se!

Os pacientes com hipertensão arterial devem estar atentos aos horários e a dosagem da medicação recomendada; e devem se organizar para nunca deixar de tomá-la. O acompanhamento médico ao longo do tratamento também é imprescindível.

“Hoje existem muitos medicamentos para tratar a hipertensão arterial e o paciente não deve desanimar se uma primeira tentativa não for a mais adequada para ele (seja for falta de eficácia ou evento adverso). O paciente tem que saber que os medicamentos são muitos, os recursos são muitos e a melhor medicação varia de acordo com sua condição geral de saúde.”

Dra. Andrea A. Brandão, professora associada de Cardiologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro– CRM 5249672-3

Vida saudável!

Além da tomada regular da medicação, parte importantíssima do tratamento da pressão arterial é a mudança no estilo de vida. Isso inclui:

- adoção de uma alimentação saudável, com pouco sal e pouca gordura;
- prática regular de atividades físicas;
- manutenção do peso corpóreo saudável;
- gerenciamento do estresse;
- parar de fumar e de consumir bebidas alcóolicas.


Referências

1.Site do National Institutes of Health (NIH).Disponível em http://www.nhlbi.nih.gov/health/health-topics/topics/hbp/treatment Último acesso em 19 de julho de 2015.
2.Site Mayoclinic.org. Disponível em: http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/high-blood-pressure/basics/complications/con-20019580.Último acesso em 16 de junho de 2015.