Vale Mais Saúde

Acesse o Vale Mais Saúde

idpublicacao: revisita:

Quem está mais sujeito à hipertensão arterial

Diversos são os fatores que podem levar ao desenvolvimento da hipertensão arterial sistêmica. Alguns deles são mutáveis – ou seja, podem ter seu curso alterado através da adoção de determinadas medidas –, enquanto outros não, os chamados fatores imutáveis.1

“Está mais sujeito ao desenvolvimento da hipertensão arterial quem tem histórico da doença na família, como pais e avós com a doença, por conta da herança genética. Aqueles que têm maus hábitos de vida, como excesso de peso, consumo excessivo de sal e sedentarismo também estão mais propensos ao desenvolvimento da doença. Por fim, um fator que não podemos mudar é o envelhecimento: quanto maior a idade, maior é a chance de se tornar hipertenso.”

Dra. Andrea A. Brandão, professora associada de Cardiologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro– CRM 5249672-3

Os fatores imutáveis que podem levar a hipertensão arterial são:

- hereditariedade: pessoas cujo os antecedentes familiares têm hipertensão arterial ou outras doenças cardiovasculares têm maior risco de desenvolver a doença;2,3
- raça: uma vez que a incidência da hipertensão arterial é maior entre os afrodescendentes;2
- idade e sexo: o risco da hipertensão arterial também aumenta com o passar dos anos. Nos homens, a incidência é maior após os 45 anos, enquanto nas mulheres a partir dos 65 anos. 2

Já entre os fatores mutáveis que podem levar a hipertensão estão:

- sedentarismo:2-5 a falta de atividades físicas regulares é prejudicial para a saúde como um todo, inclusive para a circulação do sangue, aumentando o risco da hipertensão arterial. Além disso, uma vida sedentária contribui para a obesidade, outro fator de risco para a hipertensão arterial;
- obesidade e ou sobrepeso:2-5 o excesso de peso também aumenta a pressão sobre o coração e as artérias;
- tabagismo (fumo): 2-5 além de elevar a pressão imediatamente ao fumar, o uso prolongado do tabaco compromete as paredes das artérias.2,3
- alta ingestão de sal: como o excesso de sal faz com que o corpo retenha líquidos, ele torna mais difícil a circulação do sangue a cada bombeada do coração; 2,5
- estresse: 2 o estresse por si só já aumenta o risco de hipertensão arterial. Além disso, essa condição também contribui com o agravamento de outros fatores de risco, já que pode levar a irregularidade do sono, consumo compulsivo de álcool e alimentos, além do tabagismo, agravando ainda mais a condição geral do paciente.
- apneia do sono: doença que causa obstruções repetitivas da garganta durante o sono, gerando pausas respiratórias;
- abuso de substâncias tóxicas: o uso frequente de álcool e drogas ilícitas como cocaína também prejudicam a pressão arterial.

É importante ressaltar que a maioria dos fatores de risco que colocam certos grupos sob maior risco de desenvolver a hipertensão arterial são mutáveis. Além disso, muitos deles estão inter-relacionados, como é o caso do sedentarismo com a obesidade; ou do estresse com o tabagismo. Dessa forma, ao atuar para combater um dos fatores, outros podem ser indiretamente minimizados.

As pessoas que integram os grupos de risco da hipertensão arterial – seja por fatores mutáveis ou imutáveis – devem aferir a pressão arterial e acompanhar o quadro de saúde com um clínico geral ou especialista em cardiologia com frequência.


Referências

1.Site da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC).Disponível em http://prevencao.cardiol.br/campanhas/hipertensao/cartilha-mulher-2014.pdf Último acesso em junho de 2015.
2.Site Mayoclinic.com Disponível em: http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/high-blood-pressure/basics/risk-factors/con-20019580.Último acesso em maio de 2015.
3.Revista da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v46n5/13.pdf.. Último acesso em 16 de julho de 2015.
4. III Consenso Brasileiro de Hipertensão Arterial Disponível. em: http://www.scielo.br/pdf/abem/v43n4/11752.pdf.Último acesso em 16 de julho de 2015.
5. Site Heart.org.Disponível em: http://www.heart.org/HEARTORG/Conditions/HighBloodPressure/UnderstandYourRiskforHighBloodPressure/Understand-Your-Risk-for-High-Blood-Pressure_UCM_002052_Article.jsp.Último acesso em 16 de julho de 2015.
6. Site da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT). Disponível em: http://sbpt.org.br/espaco-saude-respiratoria-apneia-do-sono/.Último acesso em 16 de julho de 2015.

Veja mais em:

Conteúdos Relacionados