Vale Mais Saúde

Acesse o Vale Mais Saúde

idpublicacao: revisita:

Estresse pode desenvolver diabetes tipo 2. Por isso, relaxe!

Quando passamos por situações de estresse, o nosso corpo tende a dar uma resposta a isso que está acontecendo. É a chamado "luta ou fuga". E nesse momento, os níveis de vários hormônios passam a subir. Essas substâncias (que, às vezes, são chamadas de "hormônios do estresse") incluem adrenalina, hormônio do crescimento e gluco-corticóides.1

Alguns estudos têm apontado que, esse aumento no nível hormonal estimula o corpo a liberar glicose na corrente sanguínea. Para quem não tem diabetes, a resposta do corpo ao maior nível de glicemia é aumentar a quantidade de insulina. Isso faz com que o corpo tenha mais energia para combater ou fugir do estresse. 1

O problema, nesse caso, é que, se os momentos de nervosismo se tornarem constantes, aumenta-se (e muito) as chances do organismo se tornar resistente a insulina. A consequência? Diabetes tipo 2. 1

O outro lado da moeda

Agora, se você é diabético e tem passado por muitas situações estressantes, a resposta de luta ou fuga pode causar ainda mais problemas. Isso porque, com o aumento de glicose no sangue, pode ser que o organismo não tenha insulina suficiente para combater esse crescimento inesperado, o que mantém os níveis de glicemia muito altos. E, caso o valor glicêmico continue elevado, no futuro, outras doenças podem surgir. 1

Hora de relaxar

Portanto, o melhor a se fazer é tentar ficar calmo e evitar o estresse na maioria das vezes. Separamos algumas técnicas para você relaxar. Veja só! 1

Exercícios de respiração 1

Sente-se ou deite-se e descruze pernas e braços. Respire e inspire profundamente. Relaxe os músculos de propósito enquanto expira. Continue respirando entre 20 minutos a uma hora. Faça os exercícios de respiração, pelo menos uma vez por dia. 1

Elimine pensamentos ruins 1

Se algumas lembranças te deixam triste, irritado ou nervoso, tente não pensar a respeito. Claro que para quem está de fora da situação é fácil dar esse conselho. Mas, uma maneira de treinar para não ter maus pensamentos é colocar uma faixa de borracha em seu pulso. Quando você se pegar em meio a lembranças ruins, tire a faixa. 1

Exercícios físicos 1

Pode ser um alongamento, musculação ou até mesmo a dança. O importante é que você escolha uma atividade que goste e lhe dê prazer. 1

Substitua pensamentos ruins por bons 1

Cada vez que você notar que ideias tristes estão surgindo, no mesmo momento pense em algo que te faz feliz ou orgulhoso. Ou, então, memorize um poema, uma oração, ou citações e use-as para substituir o mau pensamento. 1

 Mas saiba que, independente da técnica que escolher, o melhor é praticar. Mesmo que leve algumas semanas ou meses. Não desista! 1

REFERÊNCIAS

1. Site Diabetes New Zealand. Disponível em http://www.diabetes.org.nz/living_well_with_diabetes/living_with_type_2_diabetes/stress. Última visualização em 5 de outubro de 2016.

*Site da American Diabetes Association. Disponível em http://www.diabetes.org/living-with-diabetes/complications/mental-health/stress.html?referrer=https://www.google.com.br/. Última visualização em 5 de outubro de 2016.

Veja mais em:

Conteúdos Relacionados