Vale Mais Saúde

Acesse o Vale Mais Saúde

idpublicacao: revisita:

Diabéticos: cuidado redobrado com a dengue

A dengue é uma doença bastante preocupante, principalmente pela maneira como vem crescendo no país. E pode afligir ainda mais quem tem diabetes (tipo 1 ou 2). Isso porque, esse grupo está mais vulnerável a apresentar quadros infecciosos.1

A explicação é que, quando o nosso corpo passa por um processo de infecção, ocorre o aumento na produção de cortisona e adrenalina que, como consequência, elevam o nível de glicose no sangue. Além disso, também pode ocorrer o extermínio da insulina do organismo. Portanto, as chances do diabetes desregular são enormes.1

Como a dengue pode levar a quadros de diarreia e vômitos, os diabéticos devem ficar atentos para não sofrerem com a desidratação crônica, que pode gerar a hiperglicemia.2

Cuidados a se tomar

Caso você seja diabético e acabou contraindo a dengue, saiba que o ideal é aumentar a automonitoração dos níveis de açúcar no sangue. Alguns profissionais indicam dobrar a quantidade de vezes em que se faz o teste pela ponta do dedo, e aqueles que aplicam insulina basal devem, também, aumentar as doses.3

Então, é sempre bom ficar de olho se onde você mora ou trabalha não possui focos de dengue. Caso positivo, entre em contato com a subprefeitura de seu bairro para que alguma atitude seja tomada. E, não se esqueça de consultar seu médico e procurar ajuda caso algum sintoma diferente apareça, como dores no corpo e febre.3

REFERÊNCIAS:

1. Site Diabete Net. Disponível em http://www.diabetenet.com.br/conteudocompleto.asp?idconteudo=4688. Última visualização em 12 de maio de 2016.

2. Site Clube do Diabetes. Disponível em http://www.clubedodiabetes.com/2016/01/diabeticos-devem-redobrar-os-cuidados-com-a-dengue/. Última visualização em 12 de maio de 2016.

3. Notícia publicada no jornal Folha da Região. Disponível em http://www.folhadaregiao.com.br/Materia.php?id=63629. Última visualização em 12 de maio de 2015.

Veja mais em:

Conteúdos Relacionados