Vale Mais Saúde

Acesse o Vale Mais Saúde

idpublicacao: revisita:

Diabetes tipo 2 é genético?

Muitas pessoas questionam isso quando descobrem que estão com a doença. Afinal de contas, ficam preocupadas caso os filhos possam vir a desenvolver o diabetes tipo 2. Saiba que, sim, o descontrole nos níveis de glicose no sangue pode passar de uma geração para a outra.1

Por exemplo, se você tem o problema, a chance do seu irmão também vir a ter diabetes tipo 2 é quase que o mesmo que o da população em geral. Agora, se você é uma pessoa magra e, mesmo assim, está com a doença, o risco do seu irmão desenvolver diabetes tipo 2 é cerca de duas vezes o da população em geral.1

Em relação aos filhos, a regra é a seguinte: se o diagnóstico de diabetes tipo 2 se deu em uma pessoa com menos de 50 anos, a criança tem chance de 1 em 7 para desenvolver a doença. Agora, se o pai ou a mãe foram detectados com o problema depois dos 50 anos, o risco da criança ter a doença no futuro é de 1 em 7.2

Independente disso, a maioria dos casos da doença na mesma família se dá pela rotina de vida pregada dentro de casa. Ou seja, alimentação nada saudável e falta de exercícios físicos, que levam ao sobrepeso. Prato cheio para o diabetes tipo 2.2

Então, caso você, ou algum parente, tenha sido detectado com a doença, o primeiro passo é mudar os hábitos e incentivar todos os seus parentes para fazer o mesmo. E, claro, continue consultando frequentemente o seu médico.2

 

REFERÊNCIAS

1. Site do Joslin Diabetes Center. Disponível em http://www.joslin.org/info/genetics_and_diabetes.html. Última visualização em 1 de setembro de 2016.

2. Site da American Diabetes Association. Disponível em http://www.diabetes.org/diabetes-basics/genetics-of-diabetes.html?referrer=https://www.google.com.br/. Última visualização em 1 de setembro de 2016.

Veja mais em:

Conteúdos Relacionados