Vale Mais Saúde

Acesse o Vale Mais Saúde

idpublicacao: revisita:

Como diagnosticar a gastroparesia?

De nome diferente, a gastroparesia é um problema que afeta o trato digestivo, atrasando o tempo para esvaziar o estômago.1 Os sintomas, que podem ser azia, náusea, vômito, perda de peso, inchaço abdominal, oscilações no nível de glicose no sangue, falta de apetite e refluxo gastroesofágico, acometem principalmente pessoas que não estejam com os níveis de glicose no sangue equilibrado.2

O diagnóstico

São diversas as maneiras de descobrir a gastroparesia. Veja só:1

Bário de raios-X

Após jejum de 12 horas, o paciente toma um líquido que cobre o interior do estômago, para ficar visível ao raio-X. Normalmente, o estômago estará vazio depois de 12 horas de jejum. Se o raio-X mostrar alimentos dentro do órgão, é provável gastroparesia. 1

Refeição com bário

Para realizar esse exame, é indicado que o paciente coma alimentos que contém bário. Isso permite que o médico observe o seu estômago enquanto ele digere a refeição. O tempo que o alimento demorar para ser digerido e deixar o estômago dá ao médico uma ideia se o órgão está saudável ou não.1

Radioisótopo

É indicado que a pessoa coma alimentos que contém radioisótopo, uma substância ligeiramente radioativa que vai aparecer no exame. A dose de radiação é pequena e sem riscos para a saúde. Depois de se alimentar, o paciente entra em uma máquina que detecta o radioisótopo e mostra uma imagem do alimento no estômago e a velocidade pela qual ele sai do órgão. A gastroparesia é diagnosticada se mais do que a metade do alimento permanece no estômago após duas horas.1

Manometria do aparelho digestivo

Funciona da seguinte maneira: o médico passa um tubo fino por meio da garganta até o estômago. O tubo contém um fio que faz medições da atividade elétrica e muscular do estômago enquanto digere alimentos líquidos e sólidos. As medições mostram como o órgão está funcionando e se há qualquer atraso na digestão.1

Teste sanguíneo

Exames laboratoriais também podem ser pedidos para que o médico verifique a contagem de sangue e para medir os níveis químicos e de eletrólitos no corpo. 1

Endoscopia

Com o paciente sedado, o médico passa um tubo longo e fino chamado endoscópio através da boca, passando pelo esôfago até o estômago. Dessa maneira, é possível olhar para o revestimento do estômago e verificar se há qualquer anormalidade. 1

Ultrassom

Para descartar qualquer hipótese de que os sintomas venham de doença da vesícula ou pancreatite, o médico pode pedir para o paciente realizar um teste de ultrassom, que utiliza ondas sonoras para delinear e definir a forma da vesícula biliar e pâncreas. 1

 

REFERÊNCIAS

1. Site da American Diabetes Association. Disponível em http://www.diabetes.org/living-with-diabetes/complications/gastroparesis.html?loc=lwd-slabnav. Última visualização em 02 de dezembro de 2016.

2. Site do Diabetes Australia. Disponível em https://www.diabetesaustralia.com.au/news/11695?type=articles. Última visualização em 02 de dezembro de 2016.

Veja mais em:

Conteúdos Relacionados