Vale Mais Saúde

Acesse o Vale Mais Saúde

idpublicacao: revisita:

A importância dos exercícios físicos para os diabéticos

Desde sempre, ouvimos falar que colocar a camisa para suar faz parte do grupo de ações para atingir o ápice da saúde. E essa afirmação está mais do que correta, inclusive para quem tem diabetes tipo 2, doença que aparece quando o hormônio insulina, mesmo sendo produzido no organismo, não exerce adequadamente o seu papel de controlar os níveis de açúcar no sangue. Como consequência, temos o aumento da glicose no sangue, que pode levar a vários problemas no coração, rins e outros distúrbios.1

É hora de se exercitar

Praticar qualquer atividade física fará com que o controle da glicose no seu sangue melhore, além da sensibilidade à insulina (melhora da ação do hormônio no corpo) e redução nas chances de doenças cardiovasculares. De acordo com dados do Centro de Diabetes Curitiba, sabe-se que, ao longo dos exercícios físicos, os músculos buscam mais glicose como forma de lhes fornecer energia.1

Dessa forma, os níveis baixam e tornam-se equilibrados. Sem esquecer, também que praticar esportes é bom para o humor, sono e disposição. Por isso, o melhor é procurar aquele esporte que mais lhe agrada e, claro, entender como que cada tipo de atividade física interfere em seu organismo.1

Exercícios aeróbicos

Corrida, caminhada, bicicleta, entre outros esportes que mexem, bastante, com o coração, melhoram o consumo de oxigênio e o funcionamento do sistema cardiovascular e respiratório. O interessante é que existe uma diferença na intensidade dos exercícios e os resultados disso no nosso organismo. As atividades consideradas moderadas, ajudam a manter a pressão sanguínea equilibrada, inclusive em pacientes diabéticos com complicações neuropáticas.2

Já as atividades físicas mais intensas, essas sim, melhoram a sensibilidade do corpo à insulina, além de contribuir para a boa função da glicemia em jejum, assim como colesterol e outros fatores que poderiam levar ao aparecimento de doenças cardiovasculares.2

Exercícios de resistência

Também conhecidos como musculação, essas atividades físicas, assim como as aeróbicas, contribuem no equilíbrio da carga glicêmica e a resistência à insulina. Além disso, esse tipo de exercício contribui no aumento de massa magra (músculos) e força muscular. A consequência para o nosso organismo é a melhora na densidade mineral óssea, auxiliando na prevenção da sarcopenia (perda de massa e diminuição da força muscular esquelética, que ocorre conforme envelhecemos) e osteoporose no diabetes tipo 2.2

Motivos para praticar esportes

Quer ainda mais pretextos para procurar seu médico, realizar todos os exames necessários e, depois disso, escolher o melhor exercício físico para você? A Canadian Diabetes Association apresenta agora esses motivos:2

1. Baixa aptidão física é um grande fator de risco para mortalidade, assim como fumar. 2

2. A atividade física pode ser tão poderosa quanto os medicamentos para baixar a glicose (mas, jamais deixe de toma-los). 2

3. Exercícios físicos regulares, em conjunto com uma alimentação saudável e controle de peso, podem reduzir a incidência de diabetes tipo 2 em 60%.2

4. Normalmente, o aumento na sensibilidade à insulina não dura mais que 72 horas. Desse modo, a atividade física regular deve ser realizada, no mínimo, três vezes na semana no tratamento do diabetes tipo 2 (totalizando, pelo menos, 150 minutos por semana). 2

Alguns cuidados

Além de procurar o seu médico, é preciso ficar de olho para que o exercício físico seja, de fato, algo saudável a você. A começar, escolha roupas confortáveis e tênis adequados (isso faz uma enorme diferença). Fique sempre atento às respostas do seu corpo. Caso sinta muita falta de ar e dores no peito, procure seu médico novamente. 2

Se você toma insulina ou outros medicamentos, faça o controle da glicose antes, durante e muitas horas depois da atividade física. Dessa maneira, é possível verificar como o exercício afeta seus níveis de açúcar no sangue. 2

REFERÊNCIA:

1. Site do Centro de Diabetes Curitiba. Disponível em http://www.centrodediabetescuritiba.com.br/artigos/papel-da-atividade-fisica-no-tratamento-do-diabetes-mellitus-tipo-2/. Última visualização em 21 de julho de 2016.

2. Site Canadian Diabetes Association. Disponível em http://www.diabetes.ca/diabetes-and-you/healthy-living-resources/exercise/physical-activity-diabetes. Última visualização em 21 de julho de 2016.

Veja mais em:

Conteúdos Relacionados